domingo, 18 de julho de 2010

constelações


Noite dessas,
andando pelos caminhos do bem,
tive o privilégio de estar
onde o céu se exibia
azul escuro, 
com seu tesouro de brilhantes
piscando pra mim

Parecia só pra mim,
tanta beleza...

Privilégio de poucos olhares...
ao compatilhar
tão mágico cenário
agradeci .

Me reportei às montanhas
e lembranças
das minhas Minas Gerais

Não sei se eram boreais, 
austrais ou zodiacais.
Para mim foram todas
fundamentais

Cruzeiro do Sul, Três Marias,
Cão Maior com Sírius e Procyon
Pegasus , Andromedra....

Eram tantas...
constelações nos meus olhos,
sintonizadas entre si
para brilhar para mim,
que naquele momento
de cada uma fiz,
à minha revelia,
constelações familiares

Foi como se eu
as tocasse todas
uma a uma,
mudando as posições,
contando as histórias
desvendando mistérios
que me trariam a paz.


















Um comentário:

Flor ♥ disse...

Que delícia! Começar a semana assim, com estes versos é tudo de bom!

Beijos!