quinta-feira, 22 de abril de 2010

o turbante



Modelando o turbante,
acalmou sua alma,
refez suas memórias.

Criou novas morais
para as suas histórias.

Modelou seu desejo,
olhou-se de fora.
Com a sua mente
determinada
soltou as correntes,
amarras amargas.

Sensação
de conforto
e inteligência.

Está inteira,
íntegra,
limpa.

Suave.

...........
arte: Angelo Marzinotto - giovanne donna con turbante bianco
foto: Ugo Perissinotto

...........

2 comentários:

Flor ♥ disse...

Ares fortes de liberdade nestes versos...

Bjs.

Mariângela disse...

total liberdade, minha amiga Flor.